• Matheus Godoy

Quais são as principais redes sociais no Brasil?



Cada nova rede social que aparece deixa o social media preocupado: será que devo investir nessa plataforma? Vou saber mexer? Meu público vai estar lá?


Calma! Antes de responder essas perguntas, é preciso conhecer muito bem quem é o seu público, quais são as necessidades dele e como a marca pode ajudar.


Respondidas essas questões, você já consegue avaliar em quais redes sociais vale a pena investir!


Mas antes, é preciso ter em mente quais são as principais redes sociais e as características e particularidades de cada uma delas!


1. Facebook



O Facebook é um gigante das redes sociais. 90% dos usuários de Internet no Brasil usam a rede social — cerca de 120 milhões de pessoas.

É difícil pensar em um negócio que não encontre seu público no Facebook. Se sua empresa ainda não está lá, com certeza seu público está!

Você pode aproveitar essa plataforma para:

  • Divulgar seu negócio e construir a imagem da marca;

  • Publicar lançamentos, ofertas e promoções;

  • Interagir com o público e fazer o atendimento ao consumidor (SAC);

  • Levar tráfego para o seu site;

  • Criar uma loja virtual para vender seus produtos;

  • Criar uma comunidade em torno da sua marca;

  • Participar de grupos sobre a sua área de atuação;

  • Criar eventos e convidar o público para participar;

  • Fazer transmissões ao vivo;

  • Criar anúncios pagos para públicos segmentados.

O Facebook é uma das plataformas de redes sociais mais completas e robustas. As possibilidades de marketing são inúmeras.


Mas, para aproveitar todas essas possibilidades, é importante criar uma página empresarial, e não um perfil. Esse é o primeiro passo para entrar no Facebook como marca, depois você pode aproveitar todos os recursos do Facebook para negócios.


A plataforma está sempre se atualizando para criar novas funcionalidades que melhorem a experiência dos usuários e das marcas. Então, fique sempre de olho nas novidades do Facebook!


Muito se fala, porém, que o alcance orgânico do Facebook — e de outras plataformas — é cada vez menor. Os números mostram que isso é uma verdade!


Mas cabe às marcas criar uma estratégia social eficiente para aumentar o alcance e o engajamento do público. Quanto mais relevante for a página, mais o Facebook entrega seus posts aos usuários.


Além disso, a presença das marcas no Facebook se torna mais eficiente quando inclui estratégias de mídia paga com o Facebook Ads.


A segmentação dos anúncios também é poderosa com inúmeros dados sobre os usuários, o Facebook oferece vários filtros para acertar exatamente no seu público-alvo.


A rede social disponibiliza relatórios para que as empresas visualizem dados do público e de desempenho da sua presença na rede social. Então, fique sempre atento às métricas da rede social para saber se você está no caminho certo.


2. Instagram


No Brasil, 79% dos usuários de Internet usam o Instagram. São 77 milhões de usuários que o fazem ser uma das principais redes sociais para os brasileiros e com muito potencial ainda para crescer!


O Instagram já foi apenas uma plataforma de fotos e vídeos, filtros e hashtags. Hoje é uma grande plataforma de conteúdo e de negócios para marcas.


Existem inúmeros recursos para as empresas engajarem seu público e até venderem produtos diretamente na plataforma.


Você pode aproveitar o Instagram para:

  • Mostrar a essência da marca nos seus conteúdos;

  • Criar conteúdos em diversos formatos — posts, Stories, IGTV, Reels;

  • Criar enquetes e perguntas para interagir e conhecer melhor o público;

  • Responder mensagens diretas dos usuários;

  • Marcar produtos nos posts e levar para a compra;

  • Impulsionar posts e criar anúncios segmentados;

  • Criar uma loja virtual para vender os seus produtos;

  • Fazer lives para se aproximar da sua audiência;

  • Criar estratégias de vendas e potencializar os seus resultados.

Têm muitas outras possibilidades! E o primeiro passo é criar ou mudar para perfil comercial no Instagram para conseguir acessar as métricas, inserir botões interativos, promover seus posts e conhecer melhor o seu público.


Usar todas as funcionalidades do Instagram e ficar por dentro das novidades é fundamental para ter sucesso nessa que é uma das principais redes sociais do mundo.


Outra característica importante da rede social é a autenticidade. As marcas precisam criar conteúdos que mostrem a vida real, os bastidores do negócio, os produtos em uso sempre com um visual atraente, mas não necessariamente com aquela perfeição ideal.


Conteúdos originais, criativos, humanos, autênticos engajam mais. Eles humanizam a marca e aproximam dos consumidores!


3. WhatsApp


O WhatsApp é um app de mensagens instantâneas, mas também é uma das principais redes sociais usadas no Brasil: 88% dos brasileiros usuários de Internet usam o WhatsApp.


Para os usuários, essa é uma das principais plataformas de contato com amigos, familiares e conhecidos. Mas também é uma forma prática e ágil de entrar em contato com marcas e lojas.


Você pode aproveitar essa plataforma para:

  • Criar um espaço de relacionamento direto com os consumidores;

  • Fazer o atendimento ao consumidor (SAC);

  • Criar grupos exclusivos para clientes fiéis;

  • Criar listas de transmissão para divulgar produtos, conteúdos e novidades;

  • Programar mensagem automática para sua base de clientes;

  • Fazer catálogo de produtos e vender com mais facilidade;

  • Em breve, até fazer pagamento pelo aplicativo será liberado.

Todas essas opções são disponíveis para o WhatsApp Business, uma ferramenta específica para empresas que facilita a interação com os clientes, fornecendo ferramentas para automatizar, classificar e responder rapidamente a mensagens.


O WhatsApp sempre lança novidades que você deve acompanhar para potencializar a presença da marca na rede social.


Mas lembre-se, como é um canal muito próximo do consumidor, é importante sempre ter a permissão das pessoas para enviar mensagens a elas. Caso contrário, a marca pode ser invasiva demais.


4. YouTube


O YouTube é a principal plataforma de vídeos da Internet. Entre os internautas brasileiros de 16 e 64 anos, 96% acessa o YouTube! É muita gente, né?

Existem vídeos para todos os gostos lá, e há espaço também para marcas! No YouTube você pode:

  • Publicar entrevistas, palestras ou depoimentos;

  • Criar uma série sobre determinado assunto para engajar o público;

  • Fazer vídeos institucionais para apresentar o seu negócio;

  • Fazer vídeos mais espontâneos e engraçados;

  • Publicar conteúdos educativos sobre temas da sua área de atuação;

  • Demonstrar produtos;

  • Fazer tutoriais, entre outros.

Pode ser mais trabalhoso criar conteúdo audiovisual, mas, se ele for bom, o potencial de engajamento e visualização é grande e o canal tende a crescer.


Grandes empresas têm investido pesado na criação de canais que falam sobre o universo da marca. Com conteúdo rico e bem-feito, elas conseguem envolver sua audiência, posicionar-se como referência em alguns assuntos e, claro, alavancar vendas.


5. LinkedIn


A proposta do LinkedIn é totalmente voltada para o mundo profissional. Seu grande diferencial é facilitar o relacionamento entre os profissionais no ambiente digital.

Nela é possível encontrar vagas de emprego, profissionais e empresas e fazer networking!


Mas não basta estar na rede social, você precisar conhecer alguns macetes pra tornar seu perfil no LinkedIn mais atraente.


Ao criar conteúdo relevante e enriquecedor você consegue se conectar com as pessoas certas e gerar autoridade e visibilidade para a marca (pessoal ou empresa).

Por isso, o LinkedIn para empresas é ideal para:

  • Falar sobre o seu negócio, seus valores e cultura organizacional;

  • Publicar conteúdo educativo para profissionais da área (e se posicionar como autoridade!);

  • Relacionar-se com clientes (especialmente se você presta serviços ou vende produtos para outras empresas!);

  • Gerar leads para as suas estratégias de marketing e vendas;

  • Encontrar colaboradores para o seu time;

  • Fazer parcerias com outras empresas, entre outros.

Sua empresa também pode usar o LinkedIn para interagir em grupos com usuários interessados no seu mercado de trabalho e se tornar uma referência na área.

A plataforma ainda oferece ferramentas valiosas para os negócios, como:

  • A criação de Company Pages e Showcase Pages;

  • A veiculação de anúncios altamente segmentados (LinkedIn Ads);

  • A ferramenta de social selling mais completa do mercado, LinkedIn Sales Navigator.

Empresas do segmento B2B (que vendem para outras empresas), especialmente as que trabalham com tickets médios altos, não podem desconsiderar o LinkedIn em suas estratégias!


6. Twitter


Para muitos profissionais de marketing, o Twitter parece parado, mas ele ainda está entre as principais redes sociais no Brasil, com mais de 12 milhões de usuários brasileiros.


Existe um grande público fiel e ativo por lá, sempre pronto para comentar as últimas notícias do mundo e compartilhar acontecimentos pessoais, muitas vezes envolvendo alguma marca.


Os 280 caracteres – finados 140 – são a marca registrada do Twitter e fazem com que ela uma rede social extremamente dinâmica!


Para se destacar nela é preciso publicar com frequência, estar antenado aos Trending Topics para participar em tempo real das conversas e gerar engajamento com o público.


Tudo no Twitter é muito rápido! Até mesmo o assunto do dia pode se tornar ultrapassado. Trata-se de uma verdadeira revolução na maneira de lidar com conteúdo, se comparado às ferramentas do passado, como jornais e revistas.


Além disso, a rede funciona muito bem como um canal direto entre empresas e consumidores, servindo muitas vezes como um SAC.


Para fazer marketing no Twitter, use a rede social para:

  • Publicar conteúdo atualizado e original;

  • Direcionar tráfego para o seu site ou blog;

  • Mostrar que você está ligado nos assuntos do momento;

  • Interagir com seus seguidores;

  • Monitorar o que estão falando sobre a marca ou determinado assunto.

Para ter uma presença marcante no Twitter, converse com seus seguidores, crie conteúdos épicos para ganhar retwtees, monitore tudo o que dizem sobre você por lá e seja rápido nas respostas.


Não deixe de ficar por dentro das novidades da rede social para aprimorar as suas estratégias de marketing e testar os novos recursos da plataforma.

7. Pinterest


A regra aqui é investir em boas imagens! Assim como o Instagram, o Pinterest tem bastante apelo visual e conquista os usuários pelos olhos.


Porém, a rede social é altamente indicada para negócios com o público feminino. Cerca de 80% dos usuários do Pinterest são mulheres.


A plataforma é uma das mais importantes quando o objetivo é busca de referências por imagens.


Muitos usuários usam a rede social para criar listas de produtos, ter ideias ou inspirações e fazer planos para sua vida (organizar a festa de casamento, planejar a decoração do novo apartamento etc.).


O Pinterest possui alto potencial de aproximação de marcas e consumidores, é ótimo para gerar tráfego para o site e converter visitantes em vendas.


Não é por acaso que a rede social vem investindo em ferramentas de shopping, como Pins de produto, o Shop the Look e o Pinterest Lens. Tudo para estimular as compras na plataforma.


Então, as marcas podem criar Pins e painéis com seus produtos ou usar imagens que representem o estilo de vida do seu público, além de linkar as imagens para o seu blog ou site.


8. TikTok


O TikTok é a grande tendência das redes sociais no Brasil. Em 2020, foi um dos apps mais baixados e divertiu os brasileiros durante a quarentena.


A rede social desafia os usuários a criarem conteúdos em vídeos rápidos, com inúmeros recursos de filtros, trilhas e efeitos visuais. Há diversos tipos de conteúdos que se popularizaram no TikTok, como as dancinhas, duetos, dublagens etc.


O que vale aqui é a criatividade para ganhar seguidores e porque não monetizar na plataforma?! Para isso, as marcas precisam inovar com conteúdos que façam rir, eduquem, informem, expressem opiniões, mas que tenham sempre autenticidade.


Não é por acaso que vários usuários desconhecidos se tornaram famosos dentro da plataforma, que dá espaço para pessoas comuns viralizarem.


Um dos diferenciais do TikTok é que a plataforma não apresenta os conteúdos de forma cronológica. O algoritmo apresenta os posts conforme a sua relevância para os usuários, independentemente da data em que foram publicados.


As marcas ainda estão aprendendo a usar o TikTok no marketing. O mais importante é entender a nova linguagem de vídeos que a plataforma apresenta para criar conteúdos relevantes.


Mas também é possível pensar em parcerias com TikTokers, fazer lives, lançar desafios e até investir em publicidade — o TikTok já tem recursos para isso.


9. Skype


O Skype é uma das plataformas de comunicação mais conhecidas para chamadas de voz e vídeo e mensagens por chat.


Talvez você pense que não é bem uma rede social, mas ela também serve para conectar marcas com seus colaboradores e consumidores.


O Skype foi lançado em 2003 para desktop, mas hoje já tem um grande uso pelo mobile. Com a popularização do WhatsApp, perdeu um pouco de mercado. Mas continua sendo muito usada, especialmente entre equipes corporativas, para a realização de reuniões, videoconferências e troca de mensagens instantâneas.


Para o relacionamento com clientes e consumidores, você tem um canal de contato direto para fazer SAC, pós-venda, suporte ao cliente e atendimentos de customer success.


10. Snapchat


O Snapchat foi o precursor da funcionalidade Stories, hoje também presente no Facebook, Instagram, Twitter e WhatsApp.


Depois que essas redes copiaram sua principal funcionalidade, o Snapchat perdeu espaço, mas continua com inúmeros usuários fiéis.


Para estratégias de marketing digital, o Snapchat é uma boa opção para gerar conteúdo de entretenimento diferenciado para seus leads e clientes.


Existem diferentes formatos de produção de conteúdo no Snapchat:

  • Snaps: mensagens de vídeo que se autodestroem após visualizadas. É a função perfeita para a criação de teasers de produtos e lançamento de novidades.

  • Stories: vídeos curtos que permanecem na sua timeline por um período limitado, uma ótima opção para tutoriais!

  • Geofiltro: permite que empresas enviem filtros personalizados para os usuários que se encontram na proximidade do estabelecimento.

Nesse último caso, o mundo online encontra o off-line e aumenta as chances do consumidor ir fisicamente à loja da marca que está anunciando.


Agora que você já conhece as principais redes sociais no Brasil, faça uma análise em quais delas vale a pena entrar para encontrar o seu público. Existem inúmeras oportunidades de fazer marketing em cada uma delas!


Escrito por mlabs.

2 visualizações0 comentário